Como diz a frase: Boas meninas escrevem diário, meninas malvadas não tem tempo pra isso... Meu blog é meu DIÁRIO rsrsrs... Posto aqui tudo que desperta meu interesse de forma positiva ... ou nao ...

quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Feminino e forte

 
 

Enviado para você por Samara através do Google Reader:

 
 

via Pintando o 7 de Pintando o 7 em 05/08/09

Pratos cheios

Travessas e xícaras também podem decorar a casa. Esse é o principal objetivo do trabalho da artista plástica CALU FONTES, que une o utilitário ao artístico e transforma a cozinha em um autêntico ateliê

POR LUCIANE ANGELO
FOTOS: MARCIA TAVARES/QUEM

» Galeria de fotos: Trabalhos artíticos de Calu Fontes

Entusiasta
A artista plástica, que deixou a arquitetura de lado, busca referências para o trabalho, principalmente, na Bahia. Índia, México e Japão também são fontes de inspiração para Calu Fontes

Quem entra no estúdio de Calu Fontes se encanta com o colorido das criações dessa paulistana que, pelo menos três vezes por ano, viaja para a Bahia em busca de inspiração. "Meus pais são de lá e aproveito para descansar, além de observar o lugar, maravilhoso em suas cores e miscelânea de figuras. A capital, Salvador, é um lugar que tem vida", conta a arquiteta, que desistiu de exercer a profissão para se dedicar à pintura de cerâmicas e porcelanas, arte que aperfeiçoou em 1992, quando estagiou em um ateliê.

O começo da nova profissão foi com aquarela, desenhos em nanquim e traços de lápis e cane-tinha, o que capacitou Calu para trabalhar com cerâmica e porce-lana. Os cálculos da arquitetura ela agora usa na hora de montar os painéis de azulejos, outra marca registrada do trabalho.

DEDICAÇÃO. O trabalho manual das peças chega a durar quatro dias e, até obter o resultado final, ela faz questão de confeccionar, pessoalmente, uma por uma. "Não posso passar para outras pessoas. Não há como eu ter assistentes, porque, além da técnica, existe a sensibilidade do artista", conta Calu, que, além da Bahia, também usa como referências as culturas da &Eth;ndia, México e Japão. O resultado de tanta dedicação são preciosos aparelhos de jantar, painéis de azulejos, presentes de casamentos personalizados, xícaras e pratos. Em comum entre as criações é que todas são utensílios domésticos, ou seja, além de bonitas de ver, são práticas para usar. "Gosto da brincadeira de misturar o utilitário e a arte. Quando faço um prato, ele tanto pode ser funcional como também servir como objeto de decoração. A escolha fica por conta do cliente", diz. Os preços também são variados. Há ímãs de geladeira por R$ 5 e pratos por R$ 800. Uma arte democrática!

Feminino e forte


Ela está feliz e se considera madura. O momento vivivo pela atriz Karina Bacchi reflete-se por toda parte no apê de 320 m², no Rio. Romântica sem ser suave, a decoração criada por Neza Cesar abusa do vinho, do berinjela e do turquesa. É para mulher nenhuma botar defeito

Karina Bacchi viu um lustre de cristal numa loja paulistana e ligou para a decoradora Neza Cesar, pedindo que passasse lá para dizer se também gostava. 'É que comprei um apartamento novo e queria que você cuidasse dele', contou-lhe. Estava dado o primeiro passo para a reforma e a ambientação do apê localizado em um condomínio na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. Depois de ter feito a primeira casa de Karina, Neza parece ter explorado desta vez o lado mais maduro da atriz, hoje com 32 anos. 'Agora sei o que quero do meu futuro e tenho mais calma para perceber que tudo tem seu tempo', conta a proprietária. Foi a partir dessa visão que a profissional criou uma exuberância romântica e cheia de cor no imóvel de 320 m², que teve algumas divisórias eliminadas para integrar os espaços.

Em vez de tons vibrantes e juvenis, como da outra vez, os eleitos para a base do living e do quarto principal foram o beaujolais (uma espécie de vinho) e o berinjela, mais fechados e elegantes. 'São cores que, junto do cinza e do verde-escuro, transformaram-se em novos neutros', opina a decoradora. Para ela, trata-se de boas opções a quem quer tingir os lugares, mas tem certo receio. É claro que sempre dá para sofisticar uma paleta. Neza, por exemplo, recorreu a um contrastante turquesa, 'que lembra o mar do Taiti', para a copa-cozinha.

Orquestrar matizes, aqui, vai além de pintar paredes. Outro ponto de atração são os móveis com desenho antigo e cores variadas, que ora complementam o restante, ora se opõem a ele. 'Karina viu em Londres essa tendência e quis', lembra a profissional, que coincidentemente tem uma coleção de peças com tal pegada.

Os revestimentos não fogem do conceito. Também foi na capital inglesa que as duas garimparam boa parte dos tecidos, como o adamascado do banco na sala de jantar e o voile devoré da cortina que se abre para o terraço com piso de teca. 'Fomos elaborando, juntas, dos grandes aos pequenos detalhes', lembra Karina. Neza ainda usou papéis de parede que, graças aos diferentes desenhos e acabamentos dos materiais, geraram um jogo de texturas interessante.

Interessante também é perguntar: afinal, que fim levou o tal lustre que Karina tanto gostara? A peça surge descontextualizada num canto do living, junto de uma cômoda - em vez de pender, por exemplo, sobre a mesa de jantar. Longe do lugar-comum, como todo o resto, acabou tendo um fim tão bom quanto aquele começo inusitado

Pinte o seu móvel
Quer dar cara nova àquela cômoda antiguinha ou à cadeira comprada no mercado de pulgas? Então, pinte-as! O primeiro passo é cuidar de eventuais restauros. Portanto, nada de pés bambos ou gavetas mal ajambradas. Depois é a vez de lixar as superfícies com lixa fina, até ficarem bem lisas. 'Mas, na hora da pintura, é preciso contar com mão-de-obra especializada para ter um resultado profissional', diz a decoradora Neza Cesar. Ela costuma contratar empresas especializadas para laquear as peças, o que cria um aspecto brilhante e refinado, ou pintá-las com tinta automotiva usando compressor, o que dá um jeitão mais moderno. Mas a profissional lembra: nada impede você de arregaçar as mangas e colorir o móvel com tinta esmalte e pincel. Animou-se?

A atriz Karina Bacchi aproveita o frescor do terraço no novo apartamento. O sofá indonésio, foi pintado de fúcsia. Trazido da antiga casa, o sofá branco de couro se renova, no living, com as almofadas feitas de tecidos Designers Guild pelo escritório da decoradora. Já a luminária Bourgie, de Ferruccio Laviani, fica sobre a mesa lateral. Peça curinga, o pufe listrado serve de apoio para os pés ou como mesa de centro. Há espaço ainda para a figura de Buda. Listras, adamascados e florais se mesclam no living sem causar confusão visual. O motivo? O rosa, o fúcsia e o azul amarram a decoração

Três paredes do living receberam diferentes tratamentos: a primeira, do jantar, foi pintada de berinjela; a segunda, que marca o hall de entrada com espelho de moldura rococó, usou papel de parede listradinho, da Wallpaper; e, ao fundo, a do bar, com cômoda laqueada de turquesa, tem outro papel do mesmo fornecedor. Primeira peça comprada para o apê, o lustre é da lustreco, o tapete de lã é berinjela. Ao lado das cores, as texturas esquentam ainda mais a decoração,como se vê nos papéis de parede. Harmonia no contraste: o turquesa foi usado como contraponto ao berinjela da parede.

Azulejos trabalhados à mão pela artista Calu Fontes, a partir de R$ 25 a unidade, decoram uma das paredes da cozinha, onde
ficam utensílios pendurados

A eliminação de parte do quarto de empregada permitiu aumentar a copa-cozinha - com armário que já havia na construção integrada à sala de jantar. É nessa área que agora ficam a mesa, e as poltronas Saarinen, . No piso, reunião de pastilhas de vidro verdes, da Gea. Uma cozinha pode ser branca e ainda assim reservar surpresas. Observe o patchwork de azulejos decorados, na parede, e o tapete formado por pastilhas coloridas

O móvel brasileiro, forma um canto quente na cozinha de tom frio, embora vibrante. 'Cruzar' as cores dos ambientes é um recurso de efeito. Colocado na cozinha azul, o móvel pintado de beaujolais, mesmo tom do living, promove
coerência cromática

Boa idéia para alegrar a cozinha, os quadrinhos de molduras clássicas e coloridas, da Urban, de Londres, ficaram bem sobre o fundo turquesa (ref. LKS 1915), Para usar sem receio, o trio rosa, verde-limão e azul anima qualquer cômodo da casa

No outro lado da mesa, junto à parede beaujolais (ref. LKS 1941, da Lukscolor), cadeiras medalhão agora exibem pintura e tecido atual. O retrato de
Karina Bacchi foi pintado por Isabelle Tuchband

Diante da parede berinjela (ref. LKS 1920), o aparador da antiga casa foi pintado de preto e serve de apoio à sala de jantar. Os espelhos foram coprados na Ilhabela, SP. Num dos lados da mesa vermelha de vidro, de Jacqueline Terpins, o banco da coleção de Neza Cesar, R$ 3 mil, tem tecido da Designers Guild comprado em Londres. O berinjela, assim como o vinho, o cinza e o verde-escuro - tons mais fechados e chiques -, já é considerado um 'novo neutro'.

Móveis de apoio e cama tailandesa de madeira dão ao quarto um caráter étnico -reforçado pelo papel de parede da Wallpaper, que mescla listras finas em beaujolais, berinjela e dourado. O pendente é da Urban, de Londres,

O cantinho no quarto de Karina ganhou romantismo com o tecido floral da Larmod na parede de fundo ao espelho tipo veneziano, da Lustreco, e o móvel espelhado. Dourada, a banqueta francesinha é de Neza Cesar. O uso de tecidos é um ótimo recurso para inserir cor nos ambientes. Se estampados, ficam perfeitos em áreas pequenas,como esse nincho.


Acerte no tom: o significado das cores


Uma pintura diferente na parede já dá um novo ar à decoração da casa. Porém, antes de escolher uma cor, saiba qual é o seu significado

Quem gosta de renovar o visual da casa se encanta com tantas opções de tonalidades disponíveis no mercado atualmente. Contudo, na hora de selecionar uma cor, é importante ficar atento às sensações e aos estímulos despertados por cada uma delas. De acordo com o psicólogo Paulo Félix, vice-presidente da Associação Pró-Cor do Brasil, elas podem conferir ao ambiente um aspecto maior, menor, mais úmido, seco, acolhedor ou repulsivo, entre outras impressões. "As pessoas normalmente não prestam atenção às cores. Elas ficam em um segundo plano e, assim, influenciam indiretamente a consciência", explica.

Para o especialista, o primeiro passo para quem deseja trocar as cores das paredes dentro de casa é definir quais são as características do ambiente e saber o que você quer proporcionar. A partir daí, fica mais fácil decidir qual é o melhor tom. "O amarelo evita a impressão de umidade, por exemplo. Ele passa uma sensação de secura, diferentemente do azul, que dá a impressão de um lugar mais frio e refrescante", diz Félix. Além dos aspectos físicos, as cores também estimulam certos tipos de sensações psíquicas. Enquanto o laranja intensifica a energia e a vitalidade, o violeta transmite calma e desperta a criatividade.

O amarelo dá a sensação de alegria, além de deixar o ambiente com um aspecto mais quente e seco.

Branco - Pureza. Por ser um tom neutro, combina com qualquer tipo de ambiente e ajuda a ampliar os espaços.

Amarelo - Alegria e prosperidade. É relacionado ao sol. Por ser uma cor quente, traz a sensação de aconchego e secura.

Laranja - Fartura e vigor. Impulsiona a energia e a criatividade e intensifica a impressão de calor.

Vermelho - Paixão e intensidade. Significa vitória e sensualidade. No entanto, quando em excesso, torna-se um tom agressivo.

Verde - Perspectiva. A cor da esperança, que remete à natureza. Os tons muito escuros, no entanto, pode significar inveja.

Azul - Tranqüilidade. Transmite calma e favorece o raciocínio e a intuição. Também causa sensação de frescor em ambientes muito quentes.

Violeta - Criatividade. Desperta o intelecto e também o misticismo. Em tons mais claros, também simboliza a calma.

Preto - Sofisticação. É uma cor neutra e combina com tudo. Deve ser usado com moderação, pois diminui os ambientes e pode remeter à depressão.

O papel da iluminação
Como explica Paulo Félix, "a cor é um jogo entre a luz e o objeto". Por isso, a iluminação também tem um papel de peso na decoração. Diferentes tipos de lâmpadas também influenciam na percepção das cores no ambiente. "Se o lugar é pequeno e quente, uma iluminação mais fria, direta e voltada para a cor branca vai dar a sensação de maior amplidão e frescor. Já um espaço mais amplo vai parecer mais aconchegante se tiver uma iluminação mais rica em tons de amarelo", afirma o psicólogo.



Poltrona de madeira pintada e estofada com tecido de poliéster, da Tok & Stok, R$ 938; Almofada Suzani, da Conceito, R$ 150; Tapete Floral, de náilon, 10 mm, da Tear, R$ 490 o m²; Almofada preta, da Ethnix (preço sob consulta); Saladeira da artista
Calu Fontes, R$ 400

Almofadas de linho misto, da A de Aurélia. As capas, sem o recheio, custam R$ 84 (30 x 46 cm) e R$ 96 (43 x 43 cm)

Colar Ânfora, com corrente de prata e pingente de porcelana, uma parceria das artistas Christina Cunalli
e Rina Ammar, R$ 165

Porta-velas Brasão, da Tok & Stok, R$ 28 cada

Da linha Ume, de Rachel Hoshino, copo, R$ 30, pires, R$ 13, e colher, R$ 66 o estojo
com seis peças

Papel de parede Queen, da Tok & Stok, R$ 45
o rolo (0,52 x 1 m)

Garrafa de vidro para água, R$ 70, na Reciclamundo

Cubo Infinito (5 x 5 cm), feito de MDF estampado em tecido, da artista Marina Leal para
a Reciclamundo, R$ 56

Vaso de resina Romance, cerca de R$ 150,
da Resina Floripa

Esferas de porcelana do ateliê Toda Forma,
R$ 18 (pequena), R$ 26 (média)
e R$ 33 (grande)

Porta-copos de PVC expandido e silkado, design de Cau Almeida, R$ 80 o conjunto com seis peças

Banquinhos de papelão, da Jaya Design. O branco, para crianças, suporta até 30 kg e custa cerca de R$ 27. O craft, para adultos, agüenta 80 kg
e sai por R$ 40, em média

Luminária Queen Size Narciso (70 cm de diâmetro), da Bertolucci, R$ 2.280. Sobre o tapete de náilon 10 mm, da By Kamy, R$ 295 o m², pufe revestido com tecido Medalhão Chenile (1,35 m de largura), da Larmod,
R$ 186 o metro. Sobre o móvel, blusa bordada Fiji, da Conceito, R$ 480. Da mesma loja, vieram as lanternas para vela, R$ 92 e R$ 167. Na parede, adesivos da linha Arabli, da I Stick, R$ 164 (embalagem com dez autocolantes)



 
 

Coisas que você pode fazer a partir daqui:

 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Manual do Cafajeste

Manual do Cafajeste (só para mulheres)

contador

Minha lista de blogs

gentileza

Gentileza Gera Gentileza

Estilo de casa

http://estilodecasa.blogspot.com/

Umbigo no fogao

CQC



Seguidores

Arquivo do blog

Quem sou eu

Minha foto
Sou alguem muito grata pela vida, pela boa saude e pela boa sorte que possuo...

Video BOMMMMbril